Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Perdidos numa maionese vencida’ Category

salto.jpg

Meu cabelo não é igual
A sua roupa não é igual
Ao meu tamanho não é igual
Ao seu caráter não é igual
Não é igual, não é igual
Não é igual… – Pitty (Máscara)

Tente ficar um dia inteiro sendo você mesma, incomodando ou não as pessoas. Percebeu o quanto é difícil? Pois é, a sociedade nos acostuma a fingirmos e nos escondermos de nós mesmos o tempo todo.

Quantas vezes você não teve que contar aquela “mentirinha” para salvar o dia?

Mas, por mais que seja difícil, procure em você mesmo a sua autenticidade, antes que a selva do dia-a-dia tire isso de você também.

(Este post anárquico teve o oferecimento de… uma noite sem sono! E não, não estou assistindo a final do Big Brother.)

Read Full Post »

… e veio de um rock! Viva o rock! 😛

pulo.jpg

“Meu estilo de vida determina o jeito que vou morrer” – Metallica / “Frantic”

É verdade ou não é?

Read Full Post »

Eu sempre quis ter um blog de respeito. Aqueles que as pessoas falam: “você leu o post de hoje lá do blog da Nanci“? Sempre quis ser referência no mundo bloguístico.

E assim pulei de galho em galho. Ou de blog em blog. Passei por várias experiências, algumas infelizes, outras nem tanto. Tentei virar “blogueira-expert” em música, mas aí descobri que tinha mais gente que se achava bem mais experiente do que eu. Bom, deixa pra lá. É melhor fazer um blog com a minha cara, sem parecer piegas.

A vida passou, e cheguei neste blog. Eu criei o usuário e num acidente de percurso (ou de pressa), acabei colocando o blog com a url assim mesmo. A música do Elton John. Mas pensei, whatever, fique assim mesmo. Agora é só criar um nome e fica por assim mesmo.

Nome? Errr… como assim? Criei o blog e não pensei em um nome?

Aí o blog ficou assim. Sem nome. Coisas de aquarianas distraídas. Seis, sete meses se passaram e não consigo pensar em um nome para ele. E fica assim, o blog da Nanci. Toda vez que posto aqui, Elton John canta no meu ouvido… Bennie and the Jets!!!!!!

Mas prometo que um dia, coloco um nome intelectualóide nesse blog. Ah, se coloco. E não deixo as minhas mechas loiras falarem por mim. 😉

Read Full Post »

“Timing” 

reflexo.jpg

Meu primo, atualmente, vive em um mosteiro nos Estados Unidos.

Todos os dias, entre 13:55 e 16:00, ele faz uma meditação e prece para cura. Como minha mãe tem passado problemas de saúde, resolvi postar neste horário, como uma forma de meditação e alcance, para que possamos sincronizar os pensamentos.

Portanto, se vc tiver algum problema referente à isso, eu peço que também se junte à corrente, afinal, todos temos olhos perante às energias positivas, seja lá quem for que nos ajude…

“We are sincronized…”


 “Dias Melhores Virão (?)”

Viver num mosteiro e ter qualidade de vida, hoje em dia, é difícil. As pessoas estão (mal) acostumadas às praticidades da vida cotidiana e moderna, às comidas congeladas, à andar para todos os lados de carro. Enfim, as comodidades da vida moderna.

Ter saúde, hoje em dia, é saber controlar o estresse, os problemas financeiros e manter uma certa “periodicidade” quanto ao espírito, que sempre é esquecido. Nos preocupamos tanto em quantos meses faltam para que fiquemos com um zero bem grande na conta bancária que não nos cuidamos, fisicamente e espiritualmente.

Por isso, paro e penso. Será que vale a pena se estressar tanto por isso?

Vale a pena perder saúde por causa das coisas mundanas? Não podemos viver sem (tanto) nos atermos às coisas materiais? E aonde fica nossa saúde mental, física, espiritual? Sinceramente, não faço idéia.

O ser humano ficou assim, a ponto de se sacrificar por coisas materiais, mesmo que não se perceba. E assim, esquecemos de Deus, que acima de tudo, é a saúde da alma!

Read Full Post »

“And anytime you feel the pain,
Hey, Jude, refrain,
don’t carry the world upon your shoulders. ” –
Hey Jude! – Beatles

Muita coisa já se falou em carregar o mundo nas costas. Curioso isso. Enquanto eu escrevo este post, já passei um nervoso danado por não saber uma resposta. Que bobeira…

O problema é que as pessoas cobram que eu saiba tudo. Mas ninguém é dono da verdade e da inteligência suprema, não é mesmo?

É o conselho que as pessoas sempre me dão e eu nunca consigo seguir: pare de carregar as pessoas nos ombros, faz favor.

Pois é, gente. Andei percebendo que nada faz sentido quando a gente fica procurando agradar todo mundo, segurando muitos rojões e matando vários leões por dia. Não adianta, pois isso só nos desgasta, sem trazer nada de volta. É claro que, quando nós ajudamos a quem precisa, apenas coisas boas nos voltam, mas a pergunta fica: e quando a pessoa não quer ser ajudada, mas quer que façam as coisas por ela?

Uau. Complicado, né?

Faz parte do processo de amadurecimento entender que NÃO SOMOS RESPONSÁVEIS PELA FELICIDADE DE TODO MUNDO! As letras grandes são para, quando eu ler sempre este post, me lembrar bem disso. Pena que nem todo mundo se lembra…

Somos responsáveis pela nossa felicidade e que ela contagie e inspire as pessoas que amamos. Mas, infelizmente, essa felicidade não atinge as outras pessoas, de vez em quando, devido à natureza egoísta do ser humano. E não é por causa disso que você vai deixar de ser feliz, vai?

É como diz a filosofia budista, você não vai conseguir tocar aquele que se finge de inalcançável, pois a partir daí, ele será inalcançável.

Nota: O que é pior? O vídeo da Cicarelli ou o(s) vídeo(s) e as fotos chocantes do Saddam na Internet? Ridículo. E mais ainda é restringir a liberdade de ir e vir na Internet.

Read Full Post »

Olá, pessoal!

Antes de tudo, feliz ano novo para todo mundo. Eu não curto muito a festa de Reveillon, mas gosto desse lance de “transição” entre um estágio e outro, como um ano passa e deixa só as lembranças e vem outro, fresquinho, pronto para ser modelado da melhor maneira.

Isso é bacana, a sensação de que se pode começar do zero toda vez que der meia noite no dia 31… é sempre uma injeção de esperança.

Este é o ano em que vou sair do papel de coadjuvante para atriz principal da peça da vida… tenho certeza disso! Tenho certeza de que alcançarei meus ideais e a cada tempo, cada minuto, estou construindo o meu amanhã, com bases sólidas.

Este é o ano em que eu volto a estudar, que eu começo a dar aulas com mais intensidade, que eu finalmente finco as raízes no budismo.

Estou feliz por ter a oportunidade de começar um novo ano, feliz de ter que mudar por dentro e por fora e ter a chance de mais 365 dias para tanto.

Por isso, eu espero que em cada um, nasça a centelha da vontade de fazer a diferença. Afinal, da centelha, surge o brilho.

O negócio é arregaçar as mangas e partir pra luta!

Read Full Post »

…e outras causas pertinentes a minha pessoa.

Hoje de manhã eu cumpri mais uma das minhas 101 tarefas até 2009. Deletei meu perfil do orkut, e dessa vez em definitivo. Ora, mas por que esse radicalismo todo?

Vou enumerar algumas razões.

  1. Estar no orkut era como se a vida fosse um livro aberto: todo mundo sabia onde você passou o fim de semana, se brigou com o cachorro, aonde você mora, o que gosta… sei lá, de repente, senti ser inútil um profile no orkut.
  2. Gente que você nunca viu na vida fuça o seu perfil: sempre fui uma pessoa reservada. O que acontece comigo, fica comigo mesma.
  3. Números não querem dizer amigos:  fala a verdade, todo mundo que te lista no orkut é REALMENTE seu amigo?
  4. Prefiro a Internet informativa: como expliquei aos amigos, o orkut me fazia sentir como se fosse apenas um número. E me fazia perder tempo, quando era um vício pertinente.

Enfim, essas são as razões mais fortes. Lembro aos amigos que estou avaliable no MSN, e-mail, blog de música. Ou seja, prefiro sem as amarras do que estar no orkut.

Um abraço a todos, bom final de semana (visto que amanhã estarei em Jacareí, mas volto no final do dia) e até mais!!!! 🙂

Read Full Post »

Older Posts »